domingo, 4 de abril de 2010

Sólon I

“Também ele [Sólon] está convencido de que o direito tem um lugar insubstituível na ordem divina do mundo. Não se cansa de proclamar que é impossível passar por cima do direito, porque este acaba sempre por triunfar. Assim que a hybris humana ultrapassa seus limites, sobrevêm, cedo ou tarde, o castigo e a necessária compensação.”

W. JAEGER, Paidéia – A formação do Homem Grego, 4a. ed., São Paulo, Martins Fontes, 2003, p.178