domingo, 5 de julho de 2015

"Ninguém sente tão intimamente a paixão de Cristo como o que passou por tormentos semelhantes aos seus.
A Cruz, portanto, está sempre preparada e em todo lugar te espera.
Não poderás fugir, onde quer que te refugies, porque aonde quer que fores te levarás contigo e te encontrarás a ti.
Volta-te para cima ou para baixo, para fora ou para dentro, sempre acharás a cruz e sempre é necessário que tenhas paciência se queres possuir paz interior e merecer a coroa eterna.
Se de bom grado levares a cruz, ela te levará a ti e te conduzirá ao fim que desejas, onde já não terás que sofrer; mas não será neste mundo.
Se de má vontade a levares, aumentar-lhe-ás o peso e agravarás a tua carga, e, ainda assim, é forçoso que a suportes.
Se rejeitares uma cruz, outra encontrarás com certeza e talvez mais pesada.
Cuidas escapar àquilo de que se não eximiu nenhum mortal?
Que Santo houve no mundo que não teve cruzes e tribulações?
Nem Jesus Cristo,Senhor Nosso, passou, em toda a sua vida, uma só hora, sem as dores de sua Paixão. Era mister, disse disse ele, que Cristo sofresse e ressuscitasse dos mortos e assim entrasse em sua glória.
Como, pois, buscas outro caminho fora da estrada real da Santa Cruz?
Toda a vida de Cristo foi cruz e martírio e queres descanso e gozo?
Andas errado e muito errado, se buscas outra coisa que não sofrimentos; toda esta vida mortal é cheia de misérias e cercada de cruzes."
Imitação de Cristo

Nenhum comentário:

Postar um comentário